11/01 Passo de Jama (Purmamarca -> San Pedro)

Rodamos aproximadamente 450km. Saímos de Purmamarca cedo, por volta das 08 da manhã. Pegamos a ruta 52 que passa por Purmamarca e leva até o Passo de Jama, fronteira mais ao norte entre Argentina e Chile. A estrada é muito boa, mas cheia de curvas e, pra variar, pista simples. Estávamos a uns 1.600/1.800 metros de altitude e a estrada chegou rapidamente a mais de 4100m e até aí nada de sentir a famosa Puna ou os efeitos da altitude.

Depois disso começa uma grande descida e chegamos a trechos de retas longas mas com uma paisagem maravilhosa: montanhas pra todos os lados e do nada aparecem salares e lagos. Um deles foi o Salar Grande Salinas (das fotos do post anterior). A estrada atravessa dois salares gigantescos, em um deles até paramos para pedalar. Também vimos muitas Lhamas e Vicuñas no caminho =D

Depois do salar e da região plana continuamos seguindo, a estrada volta a subir. Chegamos a Susques (última cidade argentina antes da fronteira) com muita fome, paramos pra almoçar. Susques é um pequeno povoado na beira da estrada, nossa intenção era comer qualquer coisa, abastecer e partir. Paramos num “Comedor” que tinha até plaquinha de Internet (no meio do nada). Entramos e não tinha ninguém, batemos palmas, chamamos e nada. Quando vi, veio um homem perguntando o que queríamos. Respondemos que queríamos almoçar e ele disse que não tinha muita coisa pra oferecer, mas iria dar uma olhada no que poderia fazer. Voltou dizendo que poderia fazer dois bifes com ovos e arroz, nada mais perfeito =D

Enquanto esperavamos o almoço entrou um outro homem no restaurante, parecia um “local”. Ele nos encarou e perguntou se falávamos francês (em francês, claro). Respondemos que não, que eramos do Brasil, ele disse: “Ah!! Romário. Sou de Susques mas gosto do Michael Jackson” e do nada começou a cantarolar e dançar (muito bem) “Smooth Criminal” do MJ. Bizarro foi pouco. No fim se despediu em francês e nos chamando de amigos…

Enfim, comemos nossos bifes e partimos. A estrada continuou subindo até os 4.320m. Nesse momento a Gabi ficou muito cansada e eu com muita dor de cabeça, provavelmente por causa da altitude. Atravessamos a fronteira sem maiores problemas, no caminho ainda na Argentina conhecemos uns brasileiros que também estavam de carro vindo de Curitiba.

Depois da fronteira, já no Chile, a paisagem começa a mudar muito e pegamos uma região enorme e plana (o altiplano), retas e retas maravilhosas. Cada montanha de uma cor diferente, a vegetação muda, os cactos desaparecem, o céu é de um azul lindo. Imagens que a câmera não captou. É tudo muito bonito, mas eu queria atravessar essa região logo pois estávamos a mais de 4.000 metros de altitude e sofrendo com a dor de cabeça. O Altiplano se estende por uns 100km e nesses km começamos a enxergar o deserto. Quilômetros e quilômetros da mesma coisa: pedras e montanhas cinzas. Depois montanhas e montanhas de areia. E assim vai até chegar em San Pedro, com o Vulcão Licancabur do nosso lado por uns 60km.

Chegamos em San Pedro de Atacama por volta das 20h, mas ficamos mais de uma hora na burocracia da aduana. Procuramos algum lugar pra ficar e achamos o Puritama Hostal, na rua Caracoles, a principal da cidade. A rua é fechada para carros.

Amanhã devemos procurar pacotes de passeios. Começam agora as férias das férias =D

One Response to “11/01 Passo de Jama (Purmamarca -> San Pedro)”

  1. Giuseppe says:

    Gostei de suas fotos ! Ja conheci a província de salta e estive em purmamarca. Pretendo ir ao. Atacama, suas dicas estão me ajudando no planejamento. Abçs Giuseppe

Leave a Reply